Guia da Previdência Social (GPS)

Preciso gerar e preencher a GPS? A Guia da Previdência Social (GPS) precisa ser usada pelos seguintes tipos de contribuintes: Individuais: são os profissionais que estão trabalhando e que possuem renda, mas não possuem carteira assinada. São eles: profissionais autônomos, sócios de empresas, titulares de empresas, microempreendedores individuais (MEI). Pessoas nessas situações são contribuintes obrigatórios da Previdência Social. Facultativos: são as pessoas que trabalham mas que não possuem renda por ele: donas de casa, estudantes, desempregados, entre outros.

Conteúdo desse artigo

Preciso gerar e preencher a GPS?

A Guia da Previdência Social (GPS) precisa ser usada pelos seguintes tipos de contribuintes:

Individuais: são os profissionais que estão trabalhando e que possuem renda, mas não possuem carteira assinada. São eles: profissionais autônomos, sócios de empresas, titulares de empresas, microempreendedores individuais (MEI). Pessoas nessas situações são contribuintes obrigatórios da Previdência Social.

Facultativos: são as pessoas que trabalham mas que não possuem renda por ele: donas de casa, estudantes, desempregados, entre outros. Essas pessoas, se quiserem, podem contribuir para a Previdência Social, de forma a garantir os benefícios da previdência social.

Domésticos: são os trabalhadores que prestam serviços para pessoas físicas em suas casas, em atividades sem fins lucrativos. Alguns exemplos de domésticos: empregadas domésticas, motoristas, entre outros. Nesses casos, tanto o doméstico quanto o empregador são contribuintes obrigatórios da previdência social.

Previdência Social logo

Como preencher a Guia da Previdência Social?

Pela Internet

Atualmente é possível preencher a guia da previdência social pela internet. Para isso, visite o site da Previdência Social.

Nesse primeiro formulário, digite apenas seu número de registro no INSS. Logo em seguida seus dados aparecerão na tela. Confira se todas as informações estão corretas e comece a preencher a GPS.

competência: esse campo deve ser preenchido com o mês da contribuição. salário de contribuição: coloque a sua renda, pois o valor da contribuição é calculado tomando como base o valor do salário. tipo de contribuição: deve ser preenchido com o tipo de contribuição. data de pagamento do carnê: deve ser preenchido com a data de pagamento.

Em seguida, clique em gerar. Caso você perceba algum erro, basta preencher e gerar novamente a GPS.

Manualmente

A GPS também pode ser preenchida manualmente - mas é um método menos confiável que pelo sistema da previdência social (pela internet). Uma vez que você precisará preencher TODOS os dados corretamente.

Quando a GPS é gerada pela internet, a maioria dos dados são preenchidos automaticamente. Por isso, não é recomendado que o preenchimento da GPS seja feito manualmente. ;) Mas se mesmo assim você prefira preencher manualmente, basta comprar a guia em uma papelaria ou banca de jornal. Assim que tiver a guia, preencha os seguintes campos:

Nome ou razão social/fone/endereço: preencha com seu nome completo e informações de contato (telefone e endereço). Código de pagamento: nesse espaço você precisa preencher com o número do tipo de contribuinte. Você pode consultar todos os tipos de códigos no site da receita federal. Competência: mês e ano da contribuição, no formato: MM/AAAA . Por exemplo, se você vai fazer a contribuição de setembro de 2016, você deve preencher com: 09/2016. Identificador: preencha com seu número de registro na previdência social, PIS ou PASEP. Valor do INSS: preencha com o valor da contribuição.

Onde pagar a GPS?

A GPS pode ser paga em:

  • Bancos
  • Casas lotéricas

Vencimentos e Atraso de Pagamento

A data de vencimento da GPS variam de acordo com o tipo de contribuinte, mas normalmente as datas são ou até o dia 15 do mês seguinte ou até o dia 20. E, no caso de atraso no pagamento, você pode calcular a taxa de 0,33% ao dia. O limite da multa é de 20%.


Compartilhe

comments powered by Disqus